CETE, passado e futuro!

CETE, passado e futuro!

0
COMPARTILHE
Orlando Rocha - Membro do CDS na Assembleia de Freguesia de Cete

A Vila de Cete onde residem mais de 3.000 habitantes, é dos pontos do concelho de Paredes com mais história, constituindo uma referência ímpar da qual todos nos devemos orgulhar.

Esta vertente histórica representa um foco de grande atração não só para a freguesia, bem como para o concelho de Paredes e para a região do Vale do Sousa, que do meu ponto de vista devia ser melhor aproveitado e explorado para benefício de todos, nomeadamente da população, uma vez que só conhecendo as raízes é que podemos encarar o futuro, e Cete é uma vila de conhecimento e saber.

É de ressalvar, porém, em nome da verdade, o trabalho que o CDS tem desenvolvido através da sua representação na assembleia de freguesia, que dentro das suas possibilidades tem feito todos os esforços para o progresso da Vila, mesmo não tendo qualquer lugar no executivo. É através da sua voz na assembleia de freguesia que tem apresentado inúmeras propostas para a ampliação e divulgação do património histórico de que a vila é dotada, e que passa também pelas facilidades de acessos existentes, não apenas em termos rodoviários, mas sobretudo ferroviário.

Cete não é uma freguesia “lá longe”, mas sim, “cá perto” de todos
Mas Cete não se esgota no seu património e na sua história, apesar de rica, é também dotada de instituições nas mais variadas áreas, o que mostra a capacidade de trabalho e o amor que os cetenses tem pela sua terra, bem visível aliás na feira medieval recentemente realizada, a Associação de Cultura Musical Cetense, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cete, o Grupo Folclórico São Pedro de Cete, o Centro Social de Cete, a AKVS – Associação de Karatecas do Vale do Sousa, entre outras associações e a Comissão de Festas.

A propósito desta última, e sem desprimor para as demais, e com um breve traço de história, aproxima-se as festas em honra da Nossa Senhora do Vale, para as quais vos convido, cujas virtudes milagreiras da Senhora do Vale estão bem patentes em dois ex-votos do século XVIII expostos no interior capela, o mais antigo relata um milagre ocorrido em 1747, quando um emigrante português no Brasil terá sido salvo de um cerco, ocorrido entre as sete da manhã e as quatro da tarde, por parte de um grupo de indígenas, num sertão do Paraná, graças à intervenção da Senhora do Vale, e o mais recente, datado de 1796, dá conta de uma tempestade que se abateu sobre a embarcação onde viajava para o Brasil Custódio Coelho Ferraz Moreira.

Este, natural de Cete, é salvo do naufrágio por obra e graça da Virgem do Vale que, após o pedido de patrocínio, fez chegar ao náufrago um fragmento do mastro, no qual navegou durante três horas, até ser encontrado pelo piloto da barra do Porto da Figueira.

Mas a vila tem problemas, que apenas por “milagre” parece que irão ser resolvidas.
O CDS tem vindo em todos os fóruns lutado pelo desenvolvimento da freguesia e pela melhoria das condições de vida daqueles que em Cete residem ou trabalham, nomeadamente no que diz respeito à questão do preço da água, que interessa a todos, e que motivou até que a única intervenção neste mandato do Senhor Presidente de Junta na Assembleia Municipal tenha sido sobre…a proposta do CDS na Assembleia de Freguesia.

No CDS estamos atentos e vamos acompanhando bem de perto a realidade da freguesia, e temos apresentado algumas propostas para a resolução da caótica situação da recolha do lixo, quando é recolhido.

Não só por estes motivos, o CDS crê, que faz cada vez mais falta um Núcleo de Freguesia do CDS em Cete, que posso adiantar, já estará para breve.

Temos muitas pessoas em Cete que, ontem como hoje, são simpatizantes do CDS, que se identificam com o Partido e com as nossas ideias, que tendo mostrado muito interesse em se juntar ao Partido na constituição de um núcleo numa das mais emblemáticas freguesias do concelho de Paredes, e em trabalhar no interesse de todos.
Estou certo que brevemente Cete voltará a ter o Núcleo do CDS, por Cete, pelos Cetenses.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA