Instituto do Desenvolvimento e Câmara de Paredes promoveram debate sobre “Saúde com...

Instituto do Desenvolvimento e Câmara de Paredes promoveram debate sobre “Saúde com Educação”

0
COMPARTILHE

O vereador da Câmara Municipal de Paredes com o pelouro da Saúde, Paulo Silva, presidiu à abertura das III Jornadas do Movimento Saúde, esta sexta-feira, 26 de janeiro, na Casa da Cultura. Neste encontro, Paulo Silva realçou a importância da relação da educação com a saúde. “Temos de adotar outra mentalidade e uma nova postura para interligar a saúde com a educação, porque uma melhor qualidade vida das pessoas também se consegue a partir das escolas e, portanto, necessitamos de uma resposta da educação mais eficaz”.

O responsável pelo pelouro da Saúde sublinhou que “a esperança media de vida tem vindo a aumentar e que esse facto deve ser acompanhado pelo aumento da qualidade de vida” e, nesta linha de pensamento, prometeu desenvolver projetos e políticas de dinamização de envelhecimento ativo.

Durante dois dias diversos especilistas debateram “Saúde com Educação” num econtro promovido, em Paredes, pelo Instituto do Desenvolvimento em parceria com a Câmara Municipal de Paredes.

Fátima Nunes, responsável pelo instituto, enalteceu o papel da autarquia paredense no desenvolvimento desta parceria. “Desejo manter parcerias para que a saúde continue a ser valorizada. Com o movimento pela saúde, pretendemos interagir e partilhar, para que as pessoas saibam onde podem recorrer”, acrescentou.

Nestas jornadas estiveram em destaque temas como “o papel do terapeuta ocupacional na saúde mental nos adultos: contexto de crise versus reabilitação psicossocial”, “Fibromialgia: desafios de uma doença invisível” e “Antes só do que mal-acompanhado – violência nas relações íntimas juvenis”.

Refira-se que esta é uma instituição local que se assume como uma resposta na área do desenvolvimento e da saúde física e mental, apresentando um corpo clínico multidisciplinar com formação especializada e preparado para dar acompanhamento, nas diversas problemáticas, em todas as etapas do desenvolvimento: crianças, adolescentes, adultos e seniores.

 

 

Por CM Paredes

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA